segunda-feira, 23 de março de 2009

Teu Sorriso

Nenhum outro resultado
Que esse dom de escrever
Que a mim, por algum Deus foi outorgado
Me pode proporcionar,
Trazer mais alegria ou prazer
Ou ser, mesmo, mais importante
Do que te fazer sorrir

E ainda que não saibas
Quando vejo teu sorriso
Ao ler os versos que espalho por aí
Para que encontres fingindo ares de surpresa
Como não passasses os dias a buscá-los

Com ele meu coração se alegra de tal forma
Que renuncio a tudo que não possa te fazer feliz
Pois não há mais outro sentido em minha vida que não seja esse
Não há mais qualquer outro sentido a minha poesia
Que não seja te fazer sorrir e te trazer para mim
Nessa entrega que te é tão difícil de verbalizar
Mas tão eloqüente na forma de abraços e beijos
Na forma com que te jogas sobre mim
A cada novo poema que encontras

E então eu te pergunto
Não é, mesmo, isso, o amor?

Nenhum comentário:

 
  • ArrudA
  • CeciLia